FamososNovelas
Tendência

Atriz, modelo e empresária: As peculiaridades da Anajú Dorigon

Descubra um pouco da trajetória dessa Campinense que é destaque por onde passa

A vida da atriz Anajú Dorigon é, repleta de conquistas e facetas. A Campinense que também é modelo e empresária, coleciona momentos marcantes e especiais na teledramaturgia brasileira.

Anajú fez sua estreia em novelas em 2014, na “Malhação Sonhos”, quando interpretou a Jade Gardel, dançarina da “Escola de Artes Ribalta”. A antagonista vivia em pé de guerra com Bianca (Bruna Hamú), querendo estar sempre no lugar da filha de Gael (Eriberto Leão) e ocupar assim o espaço principal na Escola. Não bastasse isso, a garota vivia uma relação conflituosa com Lucrécia (Helena Fernandes) sua mãe. No decorrer da trama, ela acaba se apaixonando por Cobra (Felipe Simas), esse romance tem um início bem abusivo, mas depois os dois acabam se entregando a paixão e a antagonista se torna mais humanizada, ganhando assim a torcida do público. Na época, sua atuação lhe rendeu vários prêmios, incluindo o de “Melhor Atriz Jovem“.

Em 2017, Anajú recebeu o convite da TV Record para integrar o elenco da novela medieval “Belaventura”, onde deu vida a Plebeia Dulcineia, uma órfã que sofria abusos e agressões do tarbeneiro que a havia criado. A jovem só encontrou liberdade nos braços do justiceiro Acalon, por quem acabara se apaixonando.

Logo após o término da novela, a atriz retorna a TV Globo, para dar vida a romântica Cecília na novela “Orgulho e Paixão”, uma adaptação dos clássicos de Jane Austen. Cecilia uma leitora voraz, era doce e super meiga. Ela é uma das irmãs Benedito que se apaixona por Rômulo (Marcos Pitombo), vivenciando assim uma linda história de amor.

Em 2019, a convite de Duca e Thelma, Anajú interpreta a invejosa e amargurada Camila Nasser na novela “Órfãos da Terra”. Camila não esconde e nem mede esforços para ferrar com a vida de sua prima Laila (Julia Dalavia), refugiada que chega ao Brasil, após os ataques que fizeram com que ela e sua família perdessem a sua casa. Camila começa na trama provocando o ódio dos telespectadores, porém, após todos os conflitos que a vilã passa, a garota acaba se apaixonando por Valéria (Bia Arantes). No final, as duas se casam e vivem felizes a história que elas construíram.

Já deu pra perceber o quão talentosa ela é, além de todos esses personagens marcantes como a atriz, Anaju se desdobra em sua profissão como empresária. A 368 é a sua marca virtual de acessórios femininos, onde a sustentabilidade é um dos pontos cruciais no seu empreendimento. 

Já estamos ansiosos para acompanhá-la em um novo trabalho. E vocês, gostaram de relembrar um pouquinho da trajetória dessa atriz incrível? Sucesso, Anaju!

 

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo